Você não imagina como surgiram as Bruschettas!

Quando vemos as nobres Bruschettas de diversos sabores sendo servidas no RomaMia, nem imaginamos o conteúdo histórico que tem por trás dessa simples receita.

Em uma Itália antiga, onde as principais rendas ainda saíam da terra, os trabalhadores rurais criaram as Bruschettas a fim de aproveitar as sobras de pão. Originalmente, as grandes torradas temperadas eram feitas do pão sourdogh. No Brasil utilizamos o tradicional pão italiano, que se assemelha por ter casca grossa e crocante.

Bruscatto (tostado) nas regiões de Lazio e Abruzzo ou Fetunta (Fetta Unta – Fatia untada), na região da Toscana, era servida como alimento aos pobres, com grandes camadas de azeite que davam um sabor inigualável, saciando a fome de qualquer trabalhador rural.

Posteriormente, a função dos pães torrados foram mudando. Houve uma época, em que eles utilizavam o pão como teste durante a colheita de azeitona. Os fazendeiros espalhavam o azeite recém-fabricado sobre ele para verificar a qualidade da colheita. A partir desse momento, as Bruschettas foram conquistando a sua importância. Não tratava-se mais de simples pãezinhos que eram servidos aos pobres, mas uma fundamental iguaria que demonstrava o valor do azeite.

Com o passar dos anos até nos dias de hoje, as Bruschettas se espalharam mundialmente, e sofreram algumas alterações conforme a região. Conhecida como um alimento prático, funcional e nobre, as torradinhas que antigamente matavam a fome dos necessitados, atualmente são servidas de entrada em restaurantes de todas as classes.

Aqui no RomaMia temos essas opções. Clique aqui!